colcha de retalhos

CONSTRUA TUA MÁQUINA_

A colcha de retalhos dessa edição especial é diferente. No lugar de trazer relatos costurados, preparamos uma máquina-instalação para você produzir seus próprios retalhos.

Inspirada nas obras de Teresinha Soares (artista brasileira), essa é a: Máquina de fazer afetos OU Máquina de fazer poemas OU Máquina de fazer mapas OU Máquina de fazer teletransportes temporais instantâneos.

Siga as instruções e crie.

1.png
2.png

Para construir seus versos/afetos/linhas/episódios.

0. Papel e caneta.

1. Corte o papel em tiras.

2. Comece com: “AQUI...” .

3. Preencha o restante da frase com um acontecimento.

Para operar a máquina.

Coloque as tiras preenchidas dentro da Máquina.

Deixe outras tiras em branco, disponíveis a quem quiser construir mais (seja você, seja outra).

Misture as tiras dentro da Máquina.

Agora elas são versos e afetos e linhas e episódios;

Reserve por uns momentos. Segundos. Horas. Dias. Anos. O quanto precisar.

Retire os versos e afetos e linhas e episódios.

Vá lendo e reorganizando até que virem poemas e outros afetos e mapas e cenas para as quais você se teletransportou temporalmente.

molde1.png

texto y ilustracións: neilton dos reis, editor.